Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

Santa Cruz

Notícias

Informações sobre o canal farma

 

  • Arrase nas vendas de HB com a ajuda do Gerenciamento por Categoria

    ​Na última edição da Revista SantaCruz, você conferiu todos os benefícios que o gerenciamento por categorias traz para os segmentos de OTC e proteção solar. E para o mercado de higiene e beleza, o GC também é uma ferramenta-chave para garantir que a farmácia cumpra o seu papel com um sortimento adequado e com uma exposição clara e fácil de navegar, com blocos de marcas, organizados por performance dos produtos. 

    De acordo com Vivian Khatounian, gerente de Desenvolvimento de Categoria da P&G Brasil, a estratégia permite ao varejista acompanhar as tendências de mercado e de itens fundamentais para o aproveitamento das sazonalidades, como o verão. A gerente explica que as vendas de HB, em média, dobram de volume durante a estação devido a diversos fatores como o 13º salário, comemorações de fim de ano e o próprio clima. 

    “O ideal é começar é preparar o estabelecimento com antecedência para suportar o pico da demanda que vai de outubro a janeiro no quais concentram-se aproximadamente 40% do consumo, em virtude dos feriados e festas. E, por meio do GC, a loja consegue saber quais as categorias/marcas são focos durante a temporada para destinar a elas uma melhor visibilidade seja por pontos extras, planogramas ou até mesmo por alguma intervenção no layout. É uma ferramenta que, quando bem aplicada, apresenta ganhos importantes para todo o varejo e, principalmente para o canal farma, que acaba ganhando o cliente pelo seu ambiente de compra”.

    Trabalhando o gerenciamento por categorias em HB

    Vivian afirma que o GC em HB funciona de forma similar com as de outras categorias e pode ser realizado conforme os passos a seguir:

    GC_ed222.png

    Para compor um mix e sortimento ideais de HB para essa época do ano, a gerente conta que a farmácia deve se basear em três fatores:

    1 - Apostar em marcas que tragam inovações e produtos de qualidade;

    2 - Focar no sortimento que é importante para os seus consumidores;

    3 - Conhecer o desempenho das principais marcas de cada categoria no mercado e considerá-las em seu sortimento.

    Já para a exposição, Vivian informa que os itens precisam sempre seguir uma ordem que torne a experiência de compra simples. O cliente deve navegar pela gôndola e entender que, ao longo de sua busca, existe uma lógica de organização, pois isso torna a aquisição mais agradável. A recomendação dada pela gerente é sempre incluir as categorias com blocos de marcas bem definidos e, entre elas, é necessário que a ordem de performance seja do “melhor para o bom”. 

    “De uma maneira geral, notamos que  o GC  gera vários resultados interessantes. Por exemplo, o que estiver organizado em bloco vertical pode aumentar as vendas do setor em até 35%. Vale lembrar que os compradores encontram o que procuram 23% mais rápido quando os segmentos são colocados dessa forma. Já os pontos referenciais, para acrescentar visibilidade, podem ampliar em 15% as vendas”. 

    Investindo nos segmentos mais buscados

    Segundo Vivian, durante o verão, as vendas de ampolas para cabelos aumentam muito devido a maior visita às piscinas e praias. Para atender a essa demanda e alavancar ainda mais a saída desses produtos, o GC pode ajudar a loja a posicioná-los em um lugar estratégico da gôndola. Com isso, a consumidora se lembrará de comprar a ampola ao adquirir seu shampoo e/ou condicionador.  A gerente ensina que o ideal para gerar a compra por impulso é um organizar em um bloco vertical, no centro da marca, incluindo da seguinte forma: 

    GC2_ed222.png
    “Para as embalagens, a sugestão é colocar os tamanhos maiores na parte inferior da prateleira”, finaliza Vivian.

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
Página Inicial © Copyright 2008 - 2017 SantaCruz | Produzido por Addtech